Uma lata de aerosol na mão e uma ideia na cabeça: arte de rua renasce na Rússia

Um artista de rua russo vem despertando a curiosidade dos moradores de Moscou e atraindo a atenção do mundo da arte com suas criativas e inusitadas obras. O misterioso artista, conhecido apenas como P183 – ou Bankski, devido à semelhança de seu trabalho com o do artista britânico Banksy – já deixou uma vasta coleção de arte revolucionária e de protesto pelas ruas da capital russa, além de interessantes e divertidas instalações.

Um dos seus projetos mais conhecidos é um simples par de óculos desenhado na neve. O que provoca a curiosidade de quem passa é a utilização de um poste de luz como uma das hastes dos óculos gigantes. P183 teve a ideia enquanto olhava Moscou a partir de um dos muitos arranha-céus da cidade. “A neve caía, cobrindo a praça, como se formasse um enorme lençol branco. Comecei a buscar coisas para colocar fantasia naquela realidade. Não tinha como evitar”, declarou em recente entrevista a um canal de televisão local.

Como o Banksy original, pouco se sabe sobre a identidade do artista russo. Dizem que se chama Pavel, tem 28 anos e que estudou design de comunicação. No último agosto, P183 colocou adesivos reproduzindo policiais anti-distúrbios na porta que dá acesso a algumas estações de metrô em Moscou. O objetivo era “lembrar à população as lutas do início da década de 1990 no meu país”.

O principal foco de “Pavel” é o ativismo civil, mas os recentes acontecimentos na Rússia, com milhares de manifestantes de oposição tomando as ruas de Moscou contra o resultado das eleições legislativas de dezembro, levaram o artista a se envolver também com política. “Com meu trabalho quero comunicar as minhas ideias às pessoas. Quero ensiná-las a discernir entre mentiras e verdades. As pessoas aqui ainda não sabem, mas elas têm que perceber com a minha arte que não estão sozinhas, que somos todo um movimento”, explica.

Segundo o artista russo Oleg Kulil, o renascimento da arte de rua não é um fenômeno isolado nem novo. “É a arte da crise. É uma maneira revolucionária de lidar com a situação”, diz.

O Banksy britânico começou sua “guerrilha artística” em Bristol, na década de 1990, e desde então viajou pelo mundo inteiro e seu trabalho já é reconhecido pelo “mainstream”. A identidade de Banksy ainda não é amplamente conhecida, embora muitas fontes citem que o artista tem 38 anos e se chama Robin Gunningham.

 

Esse post foi publicado em Cultura, Uncategorized e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s