Magadan se torna a quinta região russa que proíbe a “propaganda gay”

A região de Magadan, no extremo leste da Rússia, oficialmente se juntou a uma série de regiões do país que proíbem por lei a “promoção da homossexualidade entre os menores”.

A lei em questão, votada pela Câmara dos deputados de Magadan, foi aprovada na terceira leitura no dia 05 de junho e assinada pelo Governador Nikolai Dudov quatro dias depois. A aprovação do documento não gerou qualquer discussão na mídia russa.

A lei entrou em vigor no final de junho, defendendo a “proteção da moral dos menores sobre os fatores que afetam negativamente o seu desenvolvimento físico, intelectual, mental, espiritual e moral”.

A partir de agora, “as ações públicas destinadas a promover a sodomia, lesbianismo, bissexualidade entre os jovens” são puníveis com uma multa administrativa de cinco mil rublos (300 reais) para os cidadãos comuns, cinquenta mil rublos (3 mil reais) para os funcionários administrativos e até 250 mil rublos (15,5 mil reais) para pessoas jurídicas”.

A lei inclui ainda o combate à “forma equivocada de equivalência social do casamento tradicional com o não tradicional”.

Leis que proíbem a “propaganda gay” já estão em vigor em Ryazan, Arkhangelsk, Kostroma e São Petersburgo. Iniciativas similares estão em vários estágios de aprovação nas regiões de Samara, Novosibirsk e Krasnodar.

Parada gay (não autorizada) de Moscou – maio 2012

Esse post foi publicado em Política, Sociedade e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s