Dois anos de prisão para as integrantes da banda Pussy Riot

Uma juíza de Moscou condenou as três integrantes da banda de punk-rock Pussy Riot a dois anos de prisão por acusações de vandalismo após um julgamento que durou quase três horas e teve repercussão internacional.

A juíza disse na sentença que o vandalismo foi cometido por ódio religioso e ofendeu os fieis ortodoxos.

As três meninas foram presas em março depois de terem entrado na Catedral Cristo Salvador, em Moscou, e feito uma apresentação-relâmpago em que pediam que a Virgem Maria protegesse a Rússia de Vladimir Putin.

Do lado de fora do tribunal, dezenas de pessoas apoiavam o grupo punk enquanto alguns membros da Igreja Ortodoxa rezavam pedindo que as meninas fossem condenadas. Em vários países, houve protestos diante das representações consulares russas para acompanhar a sentença. Em Moscou, manifestantes foram presos, incluindo o famoso enxadrista Garry Kasparov.

O veredito é retroativo, o que significa que, a partir de hoje, elas ainda têm um ano e três meses de prisão para cumprir.

Esse post foi publicado em Política, Sociedade e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s